"Que minha vida e minha glória sejam jogadas ao chão e do pó possa brotar um perfeito adorador" Filhos do Homem

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Reencontro

Em uma quinta-feira dessas, estava ali na antiga rua Silva, hoje Heitor Liberato para comer uma pizza. Passou um amigo meu que há muito tempo não via, e esse dia me alegrou. O conheci há algum tempo atrás, quando ele ia lá no São Judas. Mas depois de um tempo soube que ele tinha se afastado do Senhor, e fiquei muito triste. Não era um amigo chegado, um grande amigo, confidente, mas adquiri um amor em Cristo por ele. Há uns meses atrás o vi, de longe, mas não consegui falar com ele. Porém ontem ele parou para conversarmos por cinco minutos. E valeu a pena, pois saí daquele local muito feliz. Meu amigo me contou como está a vida dele. Servindo ao Senhor em uma outra igreja. Estava indo na casa de seu pastor. Me disse que está ministrando para os jovens da igreja, está trabalhando em centros de recuperação, ativamente na obra do Senhor. Mais uma vez dou graças ao Senhor pelo que Ele tem feito em mim e na vida de meus amigos e conhecidos. Creio que muito mais o Senhor tem para fazer nessa cidade. E são jovens como esse meu amigo, que irão impactar Itajaí com a glória e o amor de Deus. E tudo que eu quero é estar na lista para junto deles levar mais vidas para o reino.

domingo, 9 de setembro de 2007

Ações de Graça pelos mártires de Cristo

aos irmãos
que por amor à verdade
não negaram ao Senhor
nem mesmo na hora da dor
a dor da morte

àquela mulher
que com um beijo
despediu-se do esposo
a caminho do martírio

àquela outra
que entregou o filho de colo
para a vizinha cuidar
e entregou sua vida
por amor a Jesus

ao irmão
que foi tentado a negar
mas não negou
e foi queimado em praça pública

à família
que pregou a verdade
afrontando os opressores de Cristo
e foram,
na frente de todos
enterrados vivos
e até o fim, louvaram ao Senhor

ao irmão Estevam
que no momento de seu martírio
lembrou-se de perdoar seus assassinos
e naquela hora
viu a glória de Deus

aos irmãos
que com coragem
foram lançados as feras
mas não negaram ao Senhor

ao carrasco
que pôs-se de joelhos
implorando o perdão
daquele que um minuto depois
queimou na fogueira
que ele acendeu

até mesmo aos inquisitores
que com sua crueldade
com sua opressão
serviram para que,
a palavra do Senhor
se espalhasse por todo o mundo

a todos os outros
que com seu sangue
fizeram a palavra da verdade
chegar a nós

louvado seja o Senhor
pela coragem dos mártires
que não recuaram
e por causa deles
hoje temos acesso
a salvação em Cristo Jesus.