"Que minha vida e minha glória sejam jogadas ao chão e do pó possa brotar um perfeito adorador" Filhos do Homem

quinta-feira, 31 de março de 2011

A nobreza do Servo

Quero escrever essa mensagem com base na mensagem que eu ouvi no último sábado pelo pastor João Viana, ela fala sobre o ato de servir. Mesmo com títulos muito importante na vida secular nenhum é tão nobre ou tão valoroso como o de servo. A mensagem é baseada no livro de Romanos, capítulo 1 e o primeiro versículo:

“Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus.”


Todos conhecem a historia da vida de Paulo. Um homem conhecedor da lei judaica, defensor da Torá e perseguidor do povo que pregava a salvação dos gentis através de um homem chamado de Cristo. Paulo aprendeu desde criança que a salvação era para os Judeus, através das leis. Além de conhecedor e seguidor das leis judaicas, Paulo era cidadão Romano o que lhe dava certa proteção com o império. Sua formação na cultura grega e ensinamentos de rabis, fizeram de Paulo um homem muito importante, conquistando títulos ao longo de sua vida de dedicação a tudo que havia aprendido.


Segundo historiadores Paulo nasceu na primeira década do cristianismo e se chamava Saulo, portanto não conheceu a Jesus em pessoa, mas um dia, uma experiência pessoal e direta com Deus transformou aquele Saulo que era cheio de prepotência e títulos em um pobre cego a beira do caminho. Ao ouvir a voz de Deus dizendo: Saulo, Saulo, por que me persegues? Saulo de Tarso se transformou no SERVO Paulo. Daquele dia em diante seus títulos mudaram, e dedicou toda sua vida para servir aquele que até então perseguia. Paulo se tornou no homem mais importante da história do cristianismo, mesmo na sua época sua fama já havia se espalhado por todos os lados. Mas Paulo estava consciente que nessa obra seu maior título era o de servo, e deixou isso bem claro em suas cartas. Sempre que se escrevia se apresentava como Paulo, servo de Jesus Cristo.


Também conhecemos a história de Jó. A bíblia é muito clara em relatar que Jó era um homem importante na terra em que vivia, descrevendo todos os seus bens e riquezas. Podemos perceber que embora tenha tantos bens materiais, sendo uma pessoa importante na sociedade, no primeiro versículo já é dado testemunho de sua integridade e temor a Deus. O próprio Deus o chama de SERVO, perante satanás no versículo 8 do mesmo capítulo. E o próprio Deus dá testemunho dele.


Moisés, outro homem que deixou seus títulos para ser servo. Criado na casa de Faraó, o escritor de Atos diz que Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras. Mas diante de Deus ele só tinha uma nomeclatura ‘Meu Servo’. “Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel em toda a minha casa. Nm 12:7 “


Infelizmente temos visto pessoas que se gloriam por tão pequenos feitos, esquecendo que a razão de tudo é Cristo, o Senhor. Mas ainda tenho conhecido e visto pessoas em nossos dias que possuem muitos títulos seculares, em suas vidas se reflete o título mais nobre que é o de servo. Servo do Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. E quando não o são, se tornam servos da arrogância, da prepotência, do orgulho, servos da sua carne e como o próprio Paulo escreveu a igreja da galácia, os que cometem essas coisas não herdarão o reino dos céus (Gl 5:21).


Sabemos então que diante do Pai não temos títulos, não temos graduações, nem tampouco posição social. Diante dEle que reina sobre a terra e céus somos apenas servos. Seja também conhecido por Deus, pois haverá um dia em que Ele chamará para entrar no seu reino dizendo: “Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor”!


Ruan Ladwig

Nenhum comentário: