"Que minha vida e minha glória sejam jogadas ao chão e do pó possa brotar um perfeito adorador" Filhos do Homem

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Minhas considerações sobre o Bispo Samuel Francelino.

O assunto mais falado na cidade tem sido sem dúvida a morte do presidente do ministério CEI (Centro Evangelístico Integrado), bispo Samuel Francelino. O bispo sofreu um AVC enquanto ministrava a palavra de Deus no culto da última quarta-feira (20) e ficou em coma no hospital até o sábado, quando faleceu.
Todos os veículos de comunicação noticiaram a morte do bispo. A internet bombou em todas as redes sociais. Pessoas pelas ruas da cidade lamentando o falecimento e cogitando milhares de hipóteses sobre o futuro do ministério, e das empresas que pertenciam ao saudoso bispo.

Mas enfim, vou dar minhas considerações em relação a Samuel Francelino. Primeiramente, cumprimento a família que sofre nesse momento com a falta do pai, do marido, do avô. Também a igreja que chora a ausência do líder, do bispo, do amigo, da referencia cristã. Os meus verdadeiros sentimentos de pesar e tristeza.

Pouco conheci a pessoa de Samuel Francelino, mas como cidadão itajaiense reconheço a importância desse homem para a cidade. Homem empreendedor, único que conseguiu a concessão de uma TV comunitária local, que teoricamente é a TV de Itajaí. Também dono da maior rádio comunitária e evangélica local.

Mas o que quero mesmo falar é como cristão. Desde minha adolescência o ministério do Bispo Samuel tem sido referencia de cristianismo na cidade de Itajaí. No momento em que os “crentes” ainda eram uma grande minoria da sociedade, ainda eram vítimas de preconceito e desprezo por grande parte das pessoas, apareceu o CEI, o Santuário da Família.

Com um formato inovador de cultos, com muita música, palmas e danças as pessoas foram aos poucos se afeiçoando com o povo chamado de “crentes”. Foi ali, no santuário da família que muitas pessoas encontraram uma nova razão de viver. Foi através da Palavra de Deus, pregada pelo bispo Samuel que muitas vidas se encontraram com o Salvador Jesus. Muitos jovens trocaram as drogas pela esperança em Cristo. Famílias inteiras foram restauradas e encontraram novamente o amor.

Mas o legado de Samuel Francelino não está apenas no CEI, mas também na rádio 106fm que durante anos transmitiu as orações do bispo. Pessoas que nunca chegaram a ir até a igreja, mas que através do rádio encontraram a salvação em Cristo. Pessoas que contavam os minutos no relógio para o momento de “orarmos a palavra de Deus”, esperavam ansiosamente para ligar e pedir uma “sementinha” que era tirada pelo bispo.

Por fim, não foram apenas os crentes do CEI que perderam, mas toda a cidade de Itajaí. Perdeu um empreendedor, um homem de negócios, um formador de opinião. Perdeu um intercessor, que cobria a cidade com suas orações. E a igreja de Cristo perdeu. Um valente que levantou a bandeira do evangelho de Cristo. Um homem que lançou a rede em busca de almas e arrebatou milhares delas para o reino de Deus.

Fica então o meu registro em homenagem ao homem de Deus que em 54 anos marcou sua passagem por aqui, deixando um exemplo a ser seguido por todos.

Nenhum comentário: